Quem é a Confederação dos Municípios Ultraperiféricos

A Confederação de Municípios Ultraperiféricos (CMU) tem carácter e fins não lucrativos, sendo uma associação internacional que foi constituída a 24 de janeiro de 2003 pela Federação Canária de Municípios (FECAM), Associação de Municípios da Região Autónoma dos Açores (AMRAA) e Associação de Municípios da Região Autónoma da Madeira (AMRAM).

 

Esta associação, constituída por Associações de Municípios das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia, tem como objetivo principal alcançar uma coordenação e cooperação efetiva entre os associados dos municípios das regiões ultraperiféricas.

Após a sua constituição, aderiram à CMU a Associação de Municípios de Martinica (AMM), Associação de Municípios de Guadalupe (AMG) e a Associação de Municípios de Guiana (AMGy), sendo a Associação Nacional de Municípios Caboverdianos (ANMCV) um membro observador associado da CMU que participa nas atividades da mesma.

No entanto, durante os anos 2015 e 2016, as Associações de Municípios de Guiana, Martinica e Guadalupe solicitaram a sua saída da CMU, estando atualmente a CMU a realizar esforços para manter estas associações na CMU e integrar outros membros nomeadamente a Associação de Municípios de Maiote, Associação de Municípios do Departamento da Reunião e Coletividade de Saint-Martin.

A CMU tem diversas funções nomeadamente:

- Função de representação: “Fortalecer a plataforma comum e defender os interesses dos Municípios das RUP’s numa UE alargada”;

- Função de Cooperação: “Fomentar a cooperação institucional num espaço alargado”;

- Função de Informação: “Facilitar o acesso aos diversos canais de participação e distribuição de informação europeia pertinente e útil”.

Acesso Intranet